Que tal aproveitar sua ida para a casa de férias e fazer uma avaliação de suas telhas e lajes? A alta exposição a chuvas e calor intenso pode favorecer o aparecimento de goteiras e infiltrações. A água corrói os materiais, a armadura, a ferragem da laje e compromete os ambientes e a estrutura da residência.

A técnica desenhista de arquitetura, Carolina Reis, conta que “é necessário impermeabilizar e fazer a manutenção nessa impermeabilização”. Uma boa impermeabilização de laje deve ser executada por empresa competente, de preferência com recolhimento de ART (Anotação de Responsabilidade Técnica). O trabalho pode ser feito em uma casa já construída, e o profissional capacitado vai verificar qual problema está ocorrendo.

“Esse profissional vai passar uma solução de impermeabilização, independentemente se é para laje, parede, ou piscina. Onde houver infiltração de água, existe a possibilidade de executar uma impermeabilização”, conta Carolina. Ela diz que há dezenas de produtos impermeabilizantes. E cada um tem uma vida útil.

As impermeabilizações expostas, com base de pintura, resinas acrílicas e outros, necessitam de uma manutenção de repintura, em média, entre 3 e 5 anos. Já as impermeabilizações com manta asfáltica e proteção mecânica, geralmente duram 20 anos, se feitas de maneira correta. “Existe uma norma de desempenho, NBR 15575, que determina que as impermeabilizações com manta asfáltica que ficam sob revestimento, devem ter uma vida útil de projeto (VUP) de 20 anos”, explica Carolina.

Na hora de escolher a empresa, verifique se ela possui registro em entidades de classe. Sua obra deve ter uma ART assinada por um responsável técnico, que vai atender aos requisitos das normas 9575 (seleção e projeto) e 9574 (execução de impermeabilização). “Procure empresas que tem bastante tempo de mercado, investigue se essa tem currículo, se já executou muitas obras”, completa Carolina.

Telhas e telhados

Em geral, o telhado não sofre desgaste normalmente. Quando isso acontece, é porque ele envelheceu, ou o madeirame ou as telhas perderam a suficiência. O melhor é refazer. Existem modelos variados de telhados e isto faz com que seja possível a adaptação com a decoração escolhida para a casa. São eles:

  • Telhado de mansarda;
  • Telhado gambrel;
  • Telhado salt;
  • Telhado pirâmide;
  • Telhado colonial;
  • Telhado verde;
  • Telhado Bonnet;
  • Telhado plano.

Ao optar pela pintura das telhas, o gerente da Tintas Verginia Campina do Siqueira, Adham Silva, conta que existem dois tipos de produtos. Eles podem ser a base de água – mais opacas e fáceis de aplicar – e a base de solvente – que conferem um alto brilho.

Fonte: G1